Dicas para quem quer apimentar o sexo e se aventurar no BDSM
17/12

Dicas para quem quer apimentar o sexo e se aventurar no BDSM

Não dá para afirmar com certeza  se correntes e chicotes excitam, mas de uma coisa sabemos: sexo inovador pode definitivamente ser quente e gostoso. Porque mesmo que você já inove em posições, fantasias e experimentação, você ainda pode manter sua vida sexual mais renovada  e emocionante com ele. E se você já teve vontade de dar uma apimentada na relação, estamos aqui para ajudar!

Primeira coisa, antes de tudo: Você tem que ter uma discussão com seu parceiro antes de se aventurar em território BDSM (acrónimo para a expressão “Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo”).  Embora possa não parecer uma conversa sexy, você precisa discutir seus interesses e “limites rígidos” (qualquer coisa que você está absolutamente desconfortável em fazer) com o máximo de detalhes possível. Você deve definitivamente manter a mente aberta para as coisas, mas é claro, nunca faça nada que você não está OK apenas para agradar alguém.

Uma vez que as bases dos prós e contras forem estabelecidas,  você deve ir para o sex shop mais próximo, certo? Não é bem assim. Quando você é um novato, você deve começar devagar com itens que você pode encontrar em qualquer lugar em sua casa. Vamos dar algumas dicas para se iniciar com o básico antes de mudar seu jogo quarto para manobras mais avançadas.

Amarrar, cegar e provocar

Pegue alguns lenços ou camisetas velhas e amarrare as mãos do seu parceiro ou parceira na cama ou em uma cadeira. Os nós devem ser apertados o suficiente para restringir seus movimentos, mas fácil de desatar, caso necessário. Em seguida, cubra os olhos de modo que a pessoa que está amarrada não possa ver o que está acontecendo. Comece então a estimular suas zonas erógenas com um cubo de gelo, pena, cera de vela, ou vibrador. Você também pode tentar a estimulação oral ou manual.

O ponto é que a pessoa amarrada está abandonando totalmente o controle, o que pode dar tesão em muitas pessoas. Muitas pessoas têm essa concepção errônea de que a pessoa que está no controle da vida o tempo todo quer o controle no quarto. Muitas vezes isso é completamente o oposto. Eles querem sentar, relaxar, e dar-se (o controle) para o seu parceiro. Apenas certifique-se de prestar atenção para ver como o seu parceiro está respondendo aos seus movimentos.

Um pouquinho de palmadas

Tem interesse em palmadas? Uma mão aberta pode funcionar muito bem, mas usar algo um pouco mais firme, como por exemplo, uma colher de madeira, pá, ou espátula, adiciona um elemento novo e incomum para o sexo. Teste ritmos diferentes: vá do lento para o rápido e do suave ao mais grosseiro – você sempre pode mudar dependendo do seu nível de conforto ou do seu parceiro.

Você também pode dar tapinhas no seu/sua parceiro em diferentes áreas do corpo como os seios, usando o objeto de escolha, enquanto faz sexo oral nele(a). Isso cria uma mistura sensual de dor leve e estimulação sexual, ao mesmo tempo.

Gaste um dia inteiro

Às vezes, 15 minutos (ou uma hora) só não é suficiente para satisfazer a sua fantasia. Se você quiser prolongar a diversão, pergunte ao seu parceiro se ele estaria confortável com um dia inteiro de fantasia. Um longo período de dominação vai ser muito mais real e intenso, vale a pena experimentar.

Se ambos estiverem de acordo, vocês podem ir dessas atividades mais safadinhas para um cenário de jogo de poder, onde uma pessoa fica completamente a serviço do outro. Aí vale soltar a criatividade de acordo com as fantasias do casal: rastejar no chão, ajoelhar aos pés, ou o que der mais tesão. Trazendo o jogo de poder para fora do quarto por um tempo pode aumentar a intensidade da experiência  e construir uma tensão sexual ainda maior. Mas lembre-se, esta é uma fantasia que vocês dois estão jogando. Certifique-se de definir um limite de tempo para que você saiba quando você precisa cortar o ato e voltar para a vida real.

O último teste de auto-controle

Deite-se completamente imóvel na cama em uma posição confortável e deixe seu parceiro ter e dominar você por completo. O parceiro deve ser livre para controlar o seu corpo e os movimentos: você será basicamente a versão humana de uma boneca sexual inflável. Por mais difícil que possa ser para se silenciar ou resistir se mover, esta técnica constrói a tensão sexual entre você e seu parceiro até que você não possa mais aguentar. Ao deixá-lo ser sua ‘boneca’, ou vice-versa, você vai aprender o que a outra pessoa quer fazer no quarto.  Quem sabe, você pode descobrir um prazer oculto do seu parceiro que você nunca suspeitou.

Um comentário em “1”

  1. Me chamo Marcos, sou de BH – Minas Gerais, pratico práticas BDSM, em especial a lactofilia ou amamentação adulta a algum tempo e procuro parceira para a prática com carinho, cumpricidade, segurança, sigilo e discrição. Pode ser lactante ou não. Pode ser em motel ou residência. Sou claro, 1,75 m, formação universitária. Adoro seios pequenos a médios. Após adquirirmos confiança um no outro podemos conversar via whatsap. Meu e-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *