Histórias de Motel: Motel é puro tesão!
14/10

Histórias de Motel: Motel é puro tesão!

Histórias de Motel

Ele havia sido casado por muitos anos, e estava naquela fase horrível de separação, e não tinha uma vida sexual muito ativa há tempos. Vivia para seus negócios e quase não tinha tempo para “divertimentos”.

Acabou se engraçando comigo e do jeito que eu era safadinha joguei todo meu charme pra cima dele e depois de dar uma valorizada demorando a ceder aos seus desejos deixei levar-me ao motel Dallas pra que ninguém soubesse de nada e então fiz o que uma mulher danada devia fazer e o ele safado gozou como nunca havia gozado na vida.

Desci do carro toda perfumada, usando uma mini-saia quase tão curta quanto a blusa, exibindo meus lindos seios redondos. Ele nunca se esquece de como eu rebolava, com meu rebolado de baiana, lá de Salvador. Parecia rebolado de garota de programa, uma acompanhante de luxo. Já entrando no quarto, lambuzei de batom com o que ele chamava de boquinha linda e gostosa o corpo inteiro dele, que logo sentiu aumentar, por dentro das calças aquilo que o homem tem.

O Motel era algo grandioso, de alta sofisticação e cheio de luxo, beleza, algo que transmitia excitação e prazer.

Quando ele começou a transar comigo todo seu tesão adormecido ressurgiu com força e rapidamente ficou completamente apaixonado por mim. E logo que percebi isso tratei de fazer ficasse anda mais louco por mim e isso logo ficou evidente com os malabarismos que ele tinha que fazer pra transar comigo ou só pra me ver quase todo santo dia.

Nosso ponto de encontro era sempre o nosso querido motel da primeira vez. Não que precisássemos, pois ele já era oficialmente separado e morava sozinho, mas se é para fazer algo gostoso e sensual, que seja num ambiente propicio a isso.

Ele era um homem cheio de fantasias e eu procurava satisfazer todas sem restrições e quase todo dia a tardezinha nos encontrávamos para ter aquele orgasmo gostoso com toda sintonia e química que a gente tinha.  Ele não fazia questão de um relacionamento ou exclusividade, o que ele fazia questão era me encontrar toda cheirosa e completamente nua de salto alto quando nos encontrávamos na parte da tarde, naquele lugar para realizar desejos. Adorava-me olhar desfilando completamente nua pelo quarto e depois me ajoelhar entre suas pernas abaixar sua calça e fazer um oral nele até deixá-lo bem duro pra que ele pudesse entrar com todo o vigor dentro de mim.

Aquele homem tinha essa coisa inexplicável que me enchia de tesão e mesmo com todo o malabarismo em posições e os desejos mais safados possíveis e deliciosos orgasmos, eu não me continha e ainda tinha que me masturbar antes de dormir vendo aquele homem que tanto me dava prazer e me fazia sentir como uma mulher, ali, deitado ao meu lado.

Minhas histórias dentro do Motel Dallas são inúmeras, sempre regadas de muito prazer, mas nada se compara ao que a junção desse ambiente delicioso junto com esse homem que me enlouquece faz-me sentir. Tantos orgasmos, tantas aventuras, o Motel Dallas virou sinônimo de prazer para mim, e para quem nunca experimentou, escute de quem tem experiência: Sexo no motel é uma delícia. É um convite ao prazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *