Afinal, o poder afrodisíaco da catuaba é real?
03/10

Afinal, o poder afrodisíaco da catuaba é real?

Apesar de estar há mais de duas décadas no mercado, foi nos últimos anos que a catuaba ganhou fama e popularidade no Brasil. A bebida se tornou a preferida dos jovens nas festas, blocos de carnaval e outros eventos, e não é difícil entender o porquê: além de ser barata (uma garrafa de 1L custa em média 13 reais) e poder ser misturada com outras bebidas para drinks, existe a promessa de um poder afrodisíaco.

Ficou curioso pra saber como a catuaba pode apimentar a relação? Então continue a leitura e entenda a origem da bebida, como ela pode ser consumida e como é possível fazer uso de suas propriedades sensuais!

Origem

Primeiro, é importante saber que a catuaba e a Catuaba Selvagem, a bebida, possuem uma diferença. Catuaba é a denominação popular de diversas plantas, sendo as mais conhecidas a raiz de Anemopaegma arvense (Bignoniaceae) e a casca do caule de Trichilia catigua (Meliaceae).

É de conhecimento popular que os índios Tupi foram os primeiros a descobrirem a planta catuaba. Além disso, eles faziam o uso devido ao seu poder afrodisíaco. Esse conhecimento foi sendo passado de geração para geração, como crendice popular, visto que não havia comprovação científica.

Dessa forma, a planta se popularizou entre outros povos indígenas e também entre populações locais de regiões favoráveis à propagação da catuaba. Assim, a indústria de bebidas se beneficiou da ideia e criou a Catuaba Selvagem, a bebida.

O chá de catuaba

A Trichilia catigua é a planta mais comumente ligada ao poder afrodisíaco da catuaba. Ela pode ser encontrada em forma de casca seca ou em pó. A forma mais efetiva de atingir algum efeito é usar esses ingredientes na forma de chá. Basta colocar 2 g da substância em fervura por 5 a 10 minutos e abafar.

O chá é aconselhável para idosos que possuem problemas de ereção, desde que não façam uso de outros medicamentos, principalmente os que atuam no sistema cardiovascular ou no sistema nervoso central.

A bebida da balada

A Catuaba Selvagem é uma bebida alcoólica feita à base de vinho tinto, suco de maçã, guaraná e marapuama. Não existem ainda pesquisas que comprovem o poder afrodisíaco da catuaba, mas sua fama por essa característica é conhecida. No entanto, os especialistas alertam que o aumento da libido pode estar relacionado ao álcool, e não à planta em si.

A Catuaba Selvagem é uma bebida forte, de teor alcoólico de 16%. O álcool tem o poder de vasodilatadar a região genital, fenômeno necessário para a ereção. Além disso, ele também atua como desinibidor. Outra explicação é a presença da marapuama, uma planta que comprovadamente aguça o apetite sexual.

O suco de maçã ajuda a tornar a bebida doce, o que torna o consumi mais fácil, e o guaraná aumenta a animação, por ser um energético natural.

No entanto, lembre-se que a catuaba pode animar a festa, mas é preciso consumi-lá com moderação, assim como qualquer outra bebida alcoólica. Além disso, é importante respeitar os seus limites e de seus parceiros na hora de ingerir álcool.

E você, já aproveitou do poder afrodisíaco da catuaba? Conte sua experiência pra gente aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *