Como controlar a respiração no sexo
13/12

Como controlar a respiração no sexo? Entenda!

Esportistas profissionais estão habituados a trabalhar a respiração para aprimorar o rendimento competitivo. Seja na corrida, nas lutas, na natação, entre outras modalidades. O que pouca gente sabe é controlar a respiração no sexo também é importante.

De acordo com especialistas, a respiração é um dos elementos essenciais quando se refere ao alcançar o ápice na cama. Ao longo da vida, as pessoas tendem a desaprender a respirar corretamente. Por exemplo, um jovem respira quase que totalmente pela boca, soltando o ar inalado.

Afinal, respirar pelo abdômen oxigena melhor o corpo e deixa tudo muito mais vivo. Além disso, essa tarefa auxilia a ter um pouco mais de presença e a se conectar com tudo o que está acontecendo ao redor.

E a ligação com o sexo?

Além de todos os problemas, uma respiração errada impacta de forma direta no seu desempenho na hora H. Conforme os especialistas, a maioria das pessoas tem o habito de suspender a respiração quando sentem que estão próximas de atingir o prazer, como o orgasmo. Só que controlar a respiração no sexo desse modo não permite que a energia alcance o órgão sexual e tampouco circule.

Essa subida de energia, que é oportunizada pela respiração correta, auxilia no processo do prazer e ainda de autoconhecimento. Você consegue até ter um orgasmo potente segurando a sua respiração, só que ele não flui adequadamente. Quanto mais a energia circular no acesso ao prazer, assim, a experiência é muito mais ampla.

Como controlar a respiração no sexo corretamente?

Para aprimorar a experiência sexual, os especialistas orientam a controlar a respiração no sexo com dois exercícios. A notícia boa é que essas atividades podem ser realizadas pelo casal ao mesmo tempo. No entanto, fica o alerta! Mesmo sem efetuar essas ações, somente o fato de respirar de modo mais profundo e fluido, sem bloqueios, já auxilia na relação íntima.

Exercício 1

O primeiro exercício se refere em ficar frente a frente com o (a) parceiro (a). E, se encarando, inspirando longamente pelo nariz, enchendo tanto a barriga quanto o peito, sustentar por um ou dois segundos, e expirar totalmente pela boca. Isso porque a respiração sincronizada vai passar a movimentar a energia do casal e oportunizar uma conexão ainda maior.

Exercício 2

A segunda atividade recebe o nome de giro tântrico. Neste movimento, uma pessoa deve se posicionar no colo da outra e tem a liberdade até de seguir o ato sexual com a penetração. Afinal, a penetração é de extrema utilidade. Os dois precisam se abraçar e, ainda nessa postura, respirar em conjunto.

Enquanto um expira, o outro inspira, em um tipo de respiração alimentada coletivamente. O casal vai intercalando a ação, como se estivesse segundo a pessoa ao seu lado. Esse é um exercício bastante interessante porque estimula os sentidos e rende uma conexão ainda mais profunda com a pessoa próxima.

Além disso, esse trabalho para controlar a respiração no sexo também ajuda a aguçar as sensações durante a hora H.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *